Celso de Mello libera voto que faltava para publicar acórdão sobre mensalão

Tribunal estima que publicação ocorra nesta semana, abrindo prazo de 5 dias para recursos da defesa

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello liberou nesta segunda-feira, 8, a revisão de seu voto no julgamento do mensalão. Era o voto que faltava para a publicação do acórdão do processo.

Ministro Celso de Mello durante voto no julgamento do processo do mensalão (Foto: Nelson Jr./SCO/STF)
Ministro Celso de Mello durante voto no julgamento
do processo do mensalão (Foto: Nelson Jr./SCO/STF)

De acordo com a assessoria de imprensa do tribunal, a publicação sairá ainda nesta semana, o que abrirá prazo para que os advogados recorram da condenação de 25 réus.

Por lei, os advogados têm cinco dias para recorrer. A defesa dos réus pediu ao presidente da Corte, Joaquim Barbosa, mais tempo para os recursos. Todos os pedidos foram negados até agora. Os advogados recorreram da decisão e esperam que o assunto seja julgado pelo plenário ainda nesta semana.

As penas impostas pelo Supremo começam a ser cumpridas somente depois de julgados todos os recursos.

 

 

Deixe seu Comentário