Vitamina D ajuda a evitar infecções respiratórias em crianças no inverno

Em novo estudo, crianças com baixos níveis do nutriente que passaram a tomar suplementos da vitamina reduziram o risco do problema pela metade.

Crianças com baixos níveis de vitamina D que passam a tomar suplementos do nutriente podem chegar a reduzir pela metade o risco de apresentar alguma infecção respiratória, especialmente nas estações mais frias do ano. Essa é a conclusão de um estudo feito no Hospital Geral de Massachusetts, da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, e publicado nesta segunda-feira na revista Pediatrics. Para os pesquisadores, os resultados mostram que doses dessa vitamina podem ser consideradas como uma forma barata e segura de prevenir doenças mais graves relacionadas ao trato respiratório, como bronquite ou pneumonia, entre os mais jovens.

Infecções respiratórias: suplementos de vitamina D podem reduzir o problema no inverno

Segundo os autores do estudo, outras pesquisas vêm apontando para outros benefícios da vitamina D além do mais conhecido, que é a proteção à saúde dos ossos. Os efeitos positivos sobre a imunidade, como a redução da incidência de gripes e resfriados, é um deles, mas os trabalhos que indicaram essa associação foram inconclusivos. A maior parte desse nutriente no organismo é produzida naturalmente pelo corpo com a exposição à luz solar, mas durante o inverno e em certas regiões, os períodos de sol são mais restritos, o que torna especialmente difícil a produção natural da vitamina D.

Essa pesquisa foi realizada na Mongólia, país cujos habitantes costumam apresentar deficiência em vitamina D, principalmente no inverno. Das 744 crianças em idade escolar selecionadas para o estudo, quase 250 apresentavam baixos níveis do nutriente. Dessas, metade passou a receber doses diárias de suplementos de vitamina D junto ao leite e o restante, somente o leite sem o nutriente. O trabalho foi realizado durante os três meses do inverno e, ao final deste período, a incidência de infecções respiratórias foi duas vezes menor entre grupo que ingeriu doses da vitamina em comparação com as crianças que não receberam a substância. Para os pesquisadores, os próximos estudos devem responder a questões como se as crianças com níveis saudáveis de vitamina D também podem se beneficiar com suplementos do nutriente no inverno.

Fonte: Estadão

Deixe seu Comentário