Tipos rolhas, vantagens e desvantagens – Por Luíza Fernandes 🍾🥂🍷

🍾CORTIÇA
As qualidades naturais da rolha de cortiça (vem da casca do Sobreiro) são muita: elasticidade, aderência e permeabilidade. São 3 tipos, a rolha maciça, feita de cortiça maciça, e a de melhor qualidade. Aglomerado de cortiça, feita de cortiça moída e cola, a partir da sobra das rolhas maciças. E as de espumantes, feita em duas partes e forma de cogumelos. E o mais importante, são usadas para vinhos de longa guarda.

Luíza Fernandes – Aprendendo com o mundo dos vinhos 🍇

🍾SINTÉTICA
Para ajudar a solucionar alguns problemas, a tecnologia avançou e veio o plástico. Chegaram nos anos ‘90 com um pouco de susto e insulto também. São mais baratas, podem ser coloridas, vinhos podem ser guardador em pé, mas o principal, não transmite o **TCA. Sua durabilidade ainda não comprovado, não permitem serem usadas em vinhos de longa guarda.

🍾ROSCA (Screwcap)
Trata-se de uma tampa metálica de tosca coberta internamente por um plástico inerte. Trazem baixo custo e são fáceis de manusear, não precisa de saca rolhas. As garrafas também podem ficar de pé, são recicláveis e mais importante, livre do **TCA. Bastante aceita em vinhos brancos e de consumo jovem em geral…

🍾VIDRO
Usada principalmente por muitos produtores de vinho alemão e austríaco, é outro vedante considerado eficaz, mas a desvantagem e seu elevado preço.

TCA (tricloroanisol) um defeito que ocorre nas rolhas de cortiça. Quando atacam o vinho são chamados de “bouchonné”, um aroma desagradável de mofo.

Leia mais em ‘O vinho uma paixão para todos’ de #alfredoterzano e @marianagiljuncal
www.vinhoetempero.com.br

Rolhas de vinho: da cortiça às rolhas sintéticas

Deixe seu Comentário