Arquivo da tag: Uvas e Vinhos

Dia mundial do Enoturismo 🍇🍷 – Por Luíza Fernandes

Comemorado no 2º domingo de novembro, o enoturismo era comemorado apenas na Europa, agora espalha por outros países, que sorte a nossa apaixonados pelo mundo de Baco.

Luíza Fernandes

O Uruguai já está na sua 5ª edição e foi o primeiro país sul americano festejar a data. A cada ano, mais Bodegas (vinícolas) abrem suas portas para receber e muito bem os visitantes.
E onde fazer esse turismo no Brasil? O enoturismo se destaca no Vale dos vinhedos, Rio Grande do Sul, mas também no Nordeste e parte do Sudeste. A região de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul, abriga mais de 30 vinícolas com experiências únicas com atrações o ano inteiro. 🍷
Se me permitem uma dica, marquem no máximo 2 vinícolas por dia, uma pela manhã e outra já incluindo o almoço para você aproveitar e relaxar como deve ser.

Programa-se e leia mais em:
Enoturismo no Brasil: erga sua taça e brinde nos melhores roteiros do vinho | Qual Viagem

Uruguai celebra o Dia Mundial do Enoturismo.

 

ABCdoABC

 

Por Luíza Fernandes
Instagram: @Uvas.e.Vinhos

Madame Clicquot, a grande Dama da Champagne 🍾 – Por Luíza Fernandes

Madame Clicquot nasceu em 1777, casou-se em 1798 com François Clicquot, filho do fundador da Casa Clicquot. François compartilhou sua paixão e conhecimento pela criação do champagne com sua jovem esposa. E através dessa relação que Madame foi capaz de assumir o negócio da família depois da morte do seu marido, em 1805.

Com caracter audacioso e inteligente, aproveitou toda oportunidade que surgia, numa época que a mulher não ocupava papel empresarial. Aperfeiçoou novas técnicas de produção e inventou o ‘pupitre’ (cavalete) de madeira, onde as garrafas ficam de cabeça pra baixo, podendo clarificar a ‘remuage’ e inovou a primeira assemblagem do champagne rosé.
Mesmo a França estando em guerra, ela continuou forte. Logo após uma derrota, o exército dos aliados (austríacos, alemãs e ingleses) ocuparam durante a região de Champagne. Ao se depararem por vinícolas repletas e desconhecidos champagnes, os invasores faziam grandes festas. Enquanto outros proprietários de vinícolas reclamavam do uso de suas garrafas, a visão de Madame Clicquot foi além e comentou… “deixem que bebam, logo pagarão”. Não foi uma ameaça e sim uma aposta daqueles que se deliciavam pela primeira vez de sua bebida. E lógico, no pós-guerra foram os maiores divulgadores do seu produto.

LEMA DA CASA DE VEUVE CLICQUOT… APENAS UMA QUALIDADE, A PRIMEIRÍSSIMA.

Leia mais em ‘o vinho uma paixão para todos de #alfredoterzano e @marianagiljuncal

Veuve Clicquot

 

Por Luíza Fernandes
Instagram: @Uvas.e.Vinhos