Arquivo da tag: Presidente do Brasil

Aliados do Presidente eleito tentam conter Renan Calheiros

Embora Renan Calheiros tenha apoio dentro e fora do Congresso para assumir o comando do Senado, ele enfrenta forte resistência entre aliados de Jair Bolsonaro.

Líderes de partidos que se reuniram nos últimos dias para discutir a sucessão da cúpula do Congresso buscam uma forma de equacionar a disputa pelo comando do Senado numa gestão de Jair Bolsonaro (PSL).

Renan Calheiros (MDB-AL) tem apoios dentro e fora da Casa, mas enfrenta forte resistência entre aliados do presidente eleito, segundo informações de O Antagonista.

“A ideia que ganha corpo agora é a de encontrar um nome de centro, que não soe como uma provocação aos bolsonaristas –nem tampouco seja alinhado a eles”, diz a Folha de S. Paulo.

Presidente de partido que está entre as peças centrais nas articulações sobre a sucessão, o senador Ciro Nogueira (PP-PI) faz graça com a indefinição do cenário:

Me recuso a falar sobre o futuro presidente do Senado porque todo senador que pergunto me diz que não é candidato. Logo, esse assunto não existe.

 

Com Informações do Renova Mídia

Onda de investimentos no Brasil após vitória de Jair Bolsonaro

Cientista político aponta “onda de investimentos” no País após vitória de Bolsonaro no segundo turno da eleição presidencial de 2018.

Murillo de Aragão, da Arko Advice, publicou neste sábado (3) no Twitter que a eleição de Jair Bolsonaro “detona onda de investimentos diretos” no país.

Murrilo é mestre em Ciência Política e doutor em Sociologia pela Universidade de Brasília (UnB). Trabalha como professor na Columbia University, segundo informações do seu perfil no Twitter.

Nesta manhã, o cientista político alertou que a eleição de Bolsonaro detonou uma onda de investimentos que já chega aos 3 bilhões de reais. Ele cita algumas empresas que aumentaram o investimento no Brasil nos últimos dias, entre elas a Dunlop, Nívea, Leroy Merlin, Condor e Havan.

Em setembro deste ano, conforme noticiou a Renova Mídia, os investidores já viam com bons olhos uma possível vitória de Bolsonaro nas eleições.

A indicação por Jair Bolsonaro de Paulo Guedes como ministro da Fazenda e depositário da ortodoxia econômica parece melhor a cada dia, aos olhos do mercado.

Sob a tutela de Guedes, Bolsonaro prometeu reforma nas aposentadorias e no mês passado chegou a mencionar a possibilidade do Cálice Sagrado de Wall Street —a privatização da Petrobras. Um investidor me disse, empolgado, que o Brasil pode ter seu primeiro presidente verdadeiramente liberal em pelo menos meio século.

Com informações do Renova Mídia

Ministério da Defesa autoriza Bolsonaro a usar aviões da FAB

BRASÍLIA- O Ministério da Defesa encaminhou nesta terça-feira, 30, ao Comando da Aeronáutica autorização para que o presidente eleito Jair Bolsonaro possa utilizar aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) para deslocamentos no País e no exterior.  A decisão de solicitar autorização para o uso de aviões da FAB desde agora, dois meses antes da posse, foi motivada pela preocupação com a segurança do presidente eleito e da sua família. Ele sofreu um atentado em 6 de setembro e, segundo informações da área de inteligência do governo, continua sob ameaça.

O presidente eleito terá pelo menos quatro modelos de avião da Força Aérea à sua disposição, com diferentes configurações e capacidades. Entre eles o C-99, que é um avião da Embraer ERJ 145, com dois desenhos. Um com capacidade para até 50 passageiros e outro com 36 lugares. Tem também o Brasília, Embraer 120, para 30 passageiros, além do Learjet 35 com oito lugares e os Legacy para 12 passageiros. Dependendo da necessidade e do staff que estará a seu lado, a FAB destacará um tipo de avião.

Em outra medida para reforçar a proteção do presidente eleito, a Polícia Federal pediu ainda apoio da Força Nacional de Segurança Pública para a segurança externa no prédio do Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB) se iniciando nesta terça-feira, 30, até 1º de janeiro, durante a fase de funcionamento do governo de transição naquele local. Na segunda-feira, 29, a Força Nacional fez varredura no prédio do CCBB, identificando os pontos de vulnerabilidade. A previsão é de que, a partir de quarta-feira, 1°, uma visita seja feita ao local pelo ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, ao lado do coordenador da transição, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS).

A equipe de segurança do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) ainda não está à disposição de Bolsonaro. No momento, ele continua usando a estrutura da Polícia Federal, que reforçou o grupo que o atendia desde a campanha eleitoral. A Força Nacional, que é vinculada ao Ministério da Segurança Pública (MSP), está preparando a logística de segurança do presidente eleito no CCBB e no local onde Bolsonaro terá um gabinete.

 

Com Informações do Estadão