Russomanno leva PHS e PRP, que negociavam com Chalita

‘O PMDB ficou no vamos ver’, afirmou o presidente municipal do PHS, Laercio Benko Lopes.

Pré-candidato do PRB a prefeito de São Paulo, o ex-deputado Celso Russomanno conseguiu atrair o apoio da coligação PHS e PRP a sua campanha eleitoral. Os partidos mantinham conversas com o PRB de Russomanno, mas estavam mais perto de fechar com o pré-candidato do PMDB, o deputado federal Gabriel Chalita. O anúncio oficial da adesão dos nanicos a Russomanno deve ser formalizado na segunda-feira.

A decisão dos líderes do PHS e do PRP foi tomada na manhã desta quinta-feira. Questionado à tarde sobre a “derrota” na tentativa de conquistar as siglas, Chalita se mostrou surpreso e disse que não estava sabendo. “Eles estão com Russomanno? Não… Pergunta pra eles (o motivo de não ter dado certo)”, disse o peemedebista.

Ex-Deputado Celso Russomanno

O PRB de Russomanno conquistou o PHS e PRP, porque ofereceu ajuda financeira aos pré-candidatos a vereador da coligação. De acordo com o presidente municipal do PHS, Laercio Benko Lopes, o PRB garantiu bancar a estrutura e material de campanha aos pré-candidatos a vereador, como banners, santinhos e carros. “Não fizemos leilão, mas o PMDB ficou no ‘vamos ver’…”, disse Lopes ao Estadão.

Russomanno se disse “muito feliz” com a adesão dos partidos a sua campanha, sobretudo, porque ambos têm tempo de propaganda em cada inserção do horário eleitoral gratuito, que começa em 21 de agosto no rádio e na TV: “Meu maior problema é tempo de televisão e só vou conquistar isso com apoio de outros partidos.”

Ao todo, PHS e PRP pretendem lançar 110 nomes na disputa por vagas na Câmara Municipal. Como têm quatro deputados federais na Câmara (dois cada), os partidos agregam apenas oito segundos de tempo de TV no horário eleitoral gratuito (quatro cada). O posicionamento das siglas é de oposição à gestão do prefeito Gilberto Kassab (PSD).

Em abril, a convenção de PHS e PRP havia atraído, além de Russomanno e Chalita, mais dois pré-candidatos interessados no apoio: Soninha Francine (PPS) e Netinho de Paula (PC do B). Mas as conversas só estavam avançadas com PRB e PMDB.

De acordo com Lopes, também pesou a entrada do presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, na coordenação de campanha de Russomanno: “Deu confiança e mostrou compromisso em apoiar nossa chapa de vereadores.” Ele afirmou também que os resultados da mais recente pesquisa Ibope, no início do mês, – em que Russomanno teve 16% de intenção de votos, e Chalita, 6% – influenciaram a decisão.

Celso Russomanno já havia anunciado o apoio do PMN e do PT do B.

Fonte: Estadao.com.br

1 Comment on this Post

  1. Chalita é fogo de palha, começou com tudo e agora está ficando para trás, para a nossa alegria.

    Responder

Deixe seu Comentário