Retroescavadeira rompe tubulação de gás na região central de SP

Retroescavadeira rompe tubulação de gás na região central de SP

Vazamento de gás causou interdição da Rua Amaral Gurgel e fez moradores passarem mal

SÃO PAULO – Uma equipe terceirizada da Prefeitura que realizava obras com uma retroescavadeira na calçada da Rua Amaral Gurgel, na região central da capital paulista, rompeu um encanamento da Companhia de Gás (Comgás), por volta das 00h20 desta quarta-feira, 21. Por causa do gás que vazou a via foi interditada entre as ruas Major Sertório e Santa Isabel, e moradores dos prédios em frente ao vazamento tiveram que sair de seus apartamentos. Alguns chegaram a passar mal.

A síndica do prédio número 158, de 12 andares, a assistente social Maricher Real, de 55 anos, moradora do 1º andar, contou que ouviu o barulho e pensou que fosse cano de água. Quando percebeu ser gás, ligou para os bombeiros. “Primeiro chegou a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), depois os bombeiros. A Comgás veio após uma hora”, reclamou. Maricher disse que a retroescavadeira já havia rompido um encanamento de água na mesma rua, dias antes.

Outra moradora do prédio, a economista Dafne Iglesis, de 26 anos, contou que idosos moradores do edifício não conseguiram descer ou demoraram a sair dos apartamentos por dificuldade de locomoção, “alguns, que moram no fundo do edifício, demoraram para perceber o incidente”, disse. De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma moradora passou mal e foi levada para a Santa Casa. Maricher contou que viu pelo menos duas pessoas passarem mal por inalarem o gás.

A Comgás informou estancou o vazamento à 1h45. Às 4h30 a tubulação foi totalmente reparada.

Uma equipe terceirizada da Prefeitura que realizava obras com uma retroescavadeira na calçada da Rua Amaral Gurgel, na região central da capital paulista, rompeu um encanamento da Companhia de Gás (Comgás), por volta das 00h20 desta quarta- feira, 21. Por causa do gás que vazou a via foi interditada entre as ruas Major Sertório e Santa Isabel, e moradores dos prédios em frente ao vazamento tiveram que sair de seus apartamentos. Alguns chegaram a passar mal.

Deixe seu Comentário