Produção industrial brasileira recua cinco anos

Dados do IBGE mostram que o desempenho do setor voltou aos níveis aferidos em agosto de 2007. E a expectativa de economistas é de que a queda continue.

A indústria brasileira voltou ao nível de cinco anos atrás, e as projeções para 2012 são de novas quedas na produção das fábricas brasileiras. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção da indústria medida em maio foi idêntica à de agosto de 2007, e inferior à de outubro de 2007. A comparação, que se baseou nos dados da indústria de transformação, elimina as influências sazonais.

“É um indicador chocante, há alguma coisa de muito errado na nossa indústria”, diz Fernando Rocha, sócio e economista-chefe da JGP, gestora de recursos no Rio de Janeiro. Silvia Matos, coordenadora do Boletim Macro do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre/FGV), lembra que houve uma grande piora da indústria no último trimestre do ano passado, seguida por uma melhora que não se sustentou e o indicador começou a cair novamente.

No primeiro trimestre, a produção da indústria caiu 0,7% ante o último trimestre de 2011, na série livre de influências sazonais. Já no trimestre de março a maio, a queda em relação a dezembro, janeiro e fevereiro atingiu 1,5%. Para 2012, as projeções da produção industrial elaboradas por sete instituições, incluindo Itaú e Bradesco, indicam quedas que variam de menos 0,5% a menos 2,2%.

Nos dados do IBGE, 95% do índice correspondem à indústria de transformação, a atividade manufatureira propriamente dita, e os outros 5% referem-se à indústria extrativa.

Fonte: Veja

Deixe seu Comentário