Procurador-geral pede ao Supremo que abra investigação contra Gabriel Chalita

Deputado Gabriel Chalita (PMDB-SP) participa da reunião da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados
Deputado Gabriel Chalita (PMDB-SP) participa da reunião da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pediu ao Supremo Tribunal Federal que seja aberta investigação contra o deputado Gabriel Chalita (PMDB-SP) para apurar suspeita de que o parlamentar teria recebido propina na época em que era secretário da Educação de São Paulo, de 2002 a 2006. O dinheiro teria como origem contratos públicos superfaturados. O caso tramita em sigilo no STF, mas o pedido foi confirmado pelo advogado de Chalita, Arnaldo Malheiros. Ele explica que o sigilo decorre da iniciativa de Chalita de juntar documentos e um laudo que, segundo ele, atesta não haver irregularidades. “Está tudo regular. Acredito que será arquivado”, disse.

Deixe seu Comentário