CPI das Águas: indicações são questionadas

CPI das Águas: indicações são questionadas

Começaram, na Câmara Municipal de Manaus (CMM), as discussões da CPI das Águas. O vereador Waldemir José (PT) quer a contratação de dois especialistas, um engenheiro e um economista. Já outros vereadores que tentam “melar” os trabalhos querem levar as discussões para o âmbito político. A relatoria da CPI também é alvo de críticas. O vereador Marcel Alexandre, ligado ao apóstolo Renê Terra Nova, da Igreja Restauração, está sendo apontado como relator. Terra Nova foi condenado em 1a Instância no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), juntamente com o ex-prefeito Serafim Corrêa (PSB), por supostamente ter pedido votos dos fiéis para o então candidato Marcelo Serafim, filho do ex-prefeito, em troca de uma área para estacionamento.
Oposicionistas acreditam que a relação entre Terra Nova e Serafim inviabiliza a indicação de Marcel Alexandre para a relatoria. Outro nome questionado para a presidência da CPI é da vereadora Mirtes Sales, ligada aos grupos que estão no poder. O embate vai mobilizar os trabalhos na Câmara e deve deixar para segundo plano outras discussões sobre as necessidades da população manauara.

Deixe seu Comentário