Aécio diz a tucanos rigorosamente o que escrevi nesta manhã. Só que alguns deles ficaram furiosos comigo. E agora? – Por Reinaldo Azevedo

Então… Vejam vocês. Reinaldo Azevedo, eu mesmo, o que não é nem fofo nem beagle, escreveu nesta manhã um texto sobre o PSDB. Demonstrava a tolice de alguns tucanos que só conseguem ser notícia hostilizando outros tucanos. Mais precisamente: alguns iluminados por ali afirmam que o fato de José Serra fazer palestras e dizer o que pensa a quem pergunta atrapalha Aécio Neves. Como as impressões das pessoas que desprezam os fatos me interessam muito pouco, perguntei o óbvio: como é que Serra poderia prejudicar Aécio? Cadê os fatos?  Fiquei cá a meditar, imaginando diálogos.

— Alô. Deputado Paulinho da Força? Tudo bem? É Aécio.
— Olá, senador.
— Vamos conversar sobre sucessão?
— Ah, não! Só faço isso depois que o Serra parar de dar palestras e de escrever artigos.

Ou ainda:
— Deputado Roberto Freire? É Aécio.
— Olá, Aécio.
— Precisamos falar sobre a eleição do ano que vem.
— Só depois que o Serra tiver cassada a sua voz. Antes disso, não dá.

Mais um:
— Senador Agripino, é Aécio, seu colega de Senado.
— Tudo bem?
— De presidente para presidente, precisamos conversar…
— Aécio, antes de vocês oficializarem a sua candidatura, não dá.

Reinaldo Azevedo - Blogueiro e Colunista - VEJA
Reinaldo Azevedo – Blogueiro e Colunista – VEJA

De novo, pergunto: de que modo a liberdade de Serra para falar incomoda as articulações de Aécio? Nem mesmo existe um partido dividido. Pois é: não obstante essas obviedades, começaram a vir as pancadas na área de comentários.

A fala de Aécio
O senador Aécio Neves falou a respeito nesta terça. Disse:
“Deixem o Serra trabalhar em paz, são absolutamente legítimas as viagens que o Serra faz; é positivo para todos nós que ele possa ser mais uma voz permanente de oposição ao governo, não há nenhuma tensão entre nós. Esse problema interno é um problema que não existe.”

Vale dizer: o conteúdo das observações de Aécio coincide com o que escrevi aqui. Os que vieram me xingar, acuando-me — como é mesmo? — de “agente serrista” deveriam, agora, voltar suas baterias contra o presidente do PSDB e provável candidato do partido à Presidência. Estamos dizendo a mesma coisa. Ou não?

Aécio não é burro. Sabe que essa fofocalhada concorre contra a sua candidatura. Se Serra não tem, hoje, forças no partido que possam sustentar um eventual confronto com o Aécio na disputa pela vaga, há de ter alguma coisa que é do interesse do provável candidato. Ou já teria sido chutado do partido. Mas se fez um esforço para que fique. E qualquer pessoa com um mínimo de juízo sabe o que tem: VOTO! Quantos? Não sei. Podem ser essenciais para garantir a passagem do nome tucano para o segundo turno. Os que hoje ficam fazendo essa pressão cretina contra o político paulista estão atentando, na prática, contra a eventual candidatura de Aécio.

Não! Ninguém precisa se desculpar comigo, agora que Aécio desautorizou a pressão. Basta ter um pouco mais de bom senso na hora de acessar a página de comentários e apertar a tecla “Enter”.

Aécio é presidente do partido, além de pré-candidato. Não basta só dar essa declaração. É preciso chamar os seus aliados que decidiram se comportar como Torquemadas e Savonarolas e ordenar que fechem o bico. Para o bem de Serra? Não! para o bem de seu futuro eleitoral.

A máquina e objetividade
Como poucos, sei o que é ser alvo do ódio de uma máquina gigantesca e maligna de difamação, financiada por dinheiro publico, com pistoleiros contratados a peso de ouro para fazer o serviço sujo. A existência desse aparato já é um bom motivo para que se torça pela derrota do PT. Dilma não só manteve intocado esse esquema doloso, permitindo que logotipos de estatais respeitadas pelos brasileiros se associem às piores baixarias, como, em muitos aspectos, o incrementou.

Só que há sete anos mantenho esta página distinguindo o que é torcida do que é fato, o que é gosto pessoal do que é realidade. O texto que escrevi nesta manhã aponta o que, obviamente, era e é um mau caminho para os tucanos. Acho que a democracia brasileira sairá ganhando se o PT for derrotado. Uma razão a mais para que se diga tudo o que tem de ser dito sobre os desacertos tucanos.

 

Por Reinaldo Azevedo

 

Acompanhe o Blog do Reinaldo Azevedo

Deixe seu Comentário