PMDB oficializa Eduardo Paes para disputar a reeleição no Rio

O PMDB realiza, nesta manhã de sábado (23), a sua convenção que define o nome do atual prefeito Eduardo Paes, 42, como candidato do partido para a disputa da Prefeitura do Rio.

Enquanto tinha o nome oficializado para buscar a reeleição, Paes estava na zona norte da cidade acompanhado do governador Sérgio Cabral e do secretário da ONU para a Rio+20, Sha Zukang inaugurando o Parque de Madureira.

A obra foi orçada em R$ 66,8 milhões e teve um aditivo de R$ 16,6 milhões no mês passado.

A terceira maior área verde do Rio, atrás do Aterro do Flamengo e da Quinta da Boa Vista, com 103 metros quadrados foi executada pela Delta Construções, a mesma investigada pela Polícia Federal no escândalo que levou à prisão o contraventor Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

O governador Cabral ainda foi fotografado em Paris junto ao ex-presidente da Delta, Fernando Cavendish.

Paes começa a campanha precisando acabar com a resistência do PT, partido que indicou o seu candidato a vice, o vereador Adilson Pires.

A decisão petista de apoiar o prefeito partiu da direção nacional em um acordo costurado por Rui Falcão (presidente nacional do PT) e pelo governador Sérgio Cabral (PMDB), o que desagradou o grupo ligado ao deputado federal Alessandro Molon (PT-RJ) e fundadores do partido no Rio que defendiam uma candidatura própria.

Eduardo Paes ainda contará com o PSD, do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab e com o PRB, partido do ministro da Pesca, Marcelo Crivella.

As alianças vão garantir ao atual prefeito do Rio, um tempo de 14 minutos no programa eleitoral na TV e no rádio. Será o maior entre todos os candidatos à disputa.

O PMDB do Rio também irá oficializar o nome de 76 candidatos a vereador. Entre eles, o presidente da Câmara do Rio, Jorge Felippe, e a presidente do Flamengo, Patrícia Amorim.

 

Fonte: Folha de São Paulo

Deixe seu Comentário