PERDERAM O SENSO – Por Artur Neto

Minha filha mais nova morre de rir lendo as tolices iletradas que os profissionais (pagos com dinheiro público) do insulto escrevem a meu respeito na seção de comentários de qualquer blog que me acolha as opiniões. Baixarias incríveis. De matar de rir mesmo, se fossem gratuitas, se fossem mera exteriorização de estultice e não “obrigação” de cargo comissionado, que deveria trabalhar seriamente pelo país e não ficar no computador repetindo a mesma lenga-lenga semanal.

Tem pessoas educadas, de compostura e bom senso que aconselham ao Leonardo Attuch uma moderação mais rígida dos comentários. Pois se eu pudesse opinar, nada mudaria: quanto mais expuserem seu primarismo, sua grosseria, seu despreparo, melhor para os observadores isentos, do blog, perceberem quem está mais perto da razão.

Artur Virgílio Neto é Diplomata e foi líder do PSDB no senado

Outros me pedem, pelo facebook ou pelo twitter, que deixe de escrever no Brasil 247, porque figuras como Delúbio e Dirceu aqui expõem suas “mal traçadas”. Sempre respondo que isso aí não me comove, não mexe comigo. Eles ficam no lugar deles e eu no meu.

De Delúbio, espero apenas que seja julgado, ainda neste semestre, pelo STF, como réu que é do mensalão. A mesma coisa em relação ao ex-Ministro José Dirceu, hoje próspero “consultor” de empresas que mantêm negócios com o Governo, a começar pela Delta Construções, tão ligada ao contraventor Carlos Cachoeira.

No mais, podem escrever onde quer lhes ofereçam espaço. Não serei eu a buscar tolher-lhes a liberdade de expressão. Ao contrario, o PT é que não se conforma com a liberdade de imprensa e pensa fazer da CPI do Cachoeira e da Delta (da Delta, sim, claro), “tribunal” de exceção contra a imprensa livre do país.

O PT, aliás, á muito engraçado: acaba de mexer nas regras da poupança justamente quando os pequenos poupadores iam começar a auferir bons rendimentos. Por coincidência, há 22 anos, no período Collor, dava-se o confisco (desta vez, claro, não chegou a ser confisco) dessa mesma poupança.

O guru econômico do petismo é o economista Delfim Netto, que serviu tão prazerosamente ao Brasil do AI-5 e, quando czar da economia, marcou-se por levar a inflação às alturas, depois de endividar o Brasil. Aí os juros reais ficaram negativos.

Hoje, o governo e famílias estão endividados. Cuidado, Presidente Dilma. Inflação, mesmo maquiada e sempre alta contra crescimento pífio não é bom sinal.

2013 será ano de aumentar a taxa Selic.

Deixe seu Comentário