Pará tem R$ 112 milhões da Caixa para financiar 50 obras em 15 cidades

Dinheiro é para obras de infraestrutura, nas áreas de saneamento básico, urbanização e habitação, em 15 cidades do Pará.

BELÉM – O governo do Pará garantiu R$ 112 milhões para financiar cerca de 50 obras em andamento no Estado entre ampliação, melhorias de sistema de abastecimento de água, coleta de esgoto sanitário, urbanização e habitação, em mais de 15 municípios.

Recurso será para obras em Belém e mais 14 cidades do Estado. Foto: Arquivo/ Portal Amazônia.
Recurso será para obras em Belém e mais 14 cidades do Estado. Foto: Arquivo/ Portal Amazônia.

O dinheiro será para obras de infraestrutura, nas áreas de saneamento básico, urbanização e habitação, beneficiando as populações de Belém, Marituba, Igarapé-Miri, Monte Alegre, Ananindeua, Castanhal, Marabá, Santarém, Dom Eliseu, Oriximiná, Soure, Uruará, Nova Esperança do Piriá, Abaetetuba, Bragança, Breves, Capanema e Santa Izabel do Pará.

As obras são executadas pela Secretaria de Estado de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano do Pará (Seidurb/PA), Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) e Companhia de Habitação do Pará (Cohab). Os recursos são oriundos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e do Orçamento Geral da União (OGU).

Para o governador do Estado em exercício, Helenilson Pontes, esse tipo de operação de crédito só foi possível graças à situação fiscal em que o Pará encontra-se. “Todo esse trabalho é para cumprir os compromissos do governo com a população paraense”, ressaltou Pontes.

Habitação

A Cohab receberá a maior parcela dos recursos, para investir em 22 contratos de obras. Serão construídas mais de 5 mil unidades habitacionais e executadas 1,5 mil melhorias habitacionais, como a reurbanização de áreas, com pavimentação de vias; drenagem; sistema de tratamento de água e esgoto, e regularização fundiária.

Esses investimentos beneficiarão cerca de 17 mil famílias em Belém, Castanhal e Santa Izabel. Também serão investidos recursos nas comunidades quilombolas do Uicatu, em Mocajuba (município da região do Rio Tocantins) e em aldeias dos povos indígenas Suruí/Sororós e Guarani.

Saneamento

A Cosanpa investirá em obras de abastecimento de água em Ananindeua, Marituba, Castanhal, Santarém, Igarapé-Miri e Monte Alegre, e em sistemas de coleta de esgoto em Marituba, Belém, Marabá e Dom Eliseu. São 18 contratos de obras para utilização dos recursos. “Vamos poder cumprir os compromissos com as empreiteiras e exigir mais celeridade na condução das obras”, frisou Antônio Braga.

A Seidurb utilizará os recursos em 10 obras, já em andamento nos municípios de Nova Esperança do Piriá, Abaetetuba, Bragança, Dom Eliseu, Breves, Capanema e Tailândia. Em Marabá, mais de mil famílias também serão beneficiadas.

Outro grande investimento será nas obras da Bacia do Tucunduba, em Belém, a segunda maior bacia da capital. A obra consiste em um conjunto de intervenções urbanísticas nos bairros do Marco, Canudos, Guamá e Terra Firme.

Deixe seu Comentário