Os Muros da Discórdia – Por Rachel Sheherazade

 

Salários dos professores, baixo rendimento dos alunos, escolas sem merenda, crianças sem transporte, sala sucateadas, evasão escolar… Com tantos problemas para se preocupar e tentar resolver, a Secretaria de Educação do Distrito Federal, infelizmente, preferiu se incomodar com os painéis pintados nos muros do CAIC de São Sebastião.

O mais intrigante é que, enquanto os “muros da discórdia” estavam sujos e pichados, o CAIC parecia invisível aos olhos do poder público.

A Secretaria de Educação acusa as obras de “mau gosto” e de não terem “finalidade educacional”.

Então, quer dizer que a arte, a livre expressão e o espírito crítico não são didáticos?

Alguém precisa voltar à sala de aula e aprender lições sobre liberdade de opinião e democracia.

 

Acompanhe o Blog da Rachel Sheherazade

Deixe seu Comentário