O Twitter contra o Twittteiro – Por Rachel Sheherazade

Veja o comentário de Rachel Sheherazade.

Um manifestante do movimento Ocupe Wall Street, em Nova York, pode ter o Twitter usado como prova na Justiça norte-americana. Ele convocou simpatizantes a invadirem a ponte do Brooklyn, mesmo sabendo que a polícia não havia autorizado o protesto. Na ocasião, 700 pessoas foram presas.

O ativista foi processado por burlar a ordem pública e será julgado em Nova York, no fim do ano. O juiz responsável pelo caso exigiu do Twitter que liberasse todas as mensagens publicadas pelo americano.

A Justiça reconhece que a definição de privado ou público na internet ainda gera muitas interpretações. O Twitter e o advogado de defesa alegam privacidade aos clientes, assim como em um e-mail.

Faça parte do Blog da Rachel Sheherazade

 

1 Comment on this Post

  1. Carla Micheli

    Adorei o trocadilho! Que privacidade quer uma pessoa que fala absurdos em público, Rachel foi muito acertiva.

    Responder

Deixe seu Comentário