O governador do DF tem prazo de 30 dias para convocar quase mil novos funcionários

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, nomeou 973 novos profissionais
para as áreas de Educação e Saúde. Para a Educação, são 305 professores e 33 servidores da carreira de assistência. Na Saúde, o GDF fará a nomeação de 635 concursados e convocará ainda 594 profissionais em caráter temporário. A medida faz parte da política da atual gestão de valorizar os profissionais da Administração Pública, reforçar os quadros funcionais e melhorar o atendimento prestado à população. Todas as nomeações estão na edição de hoje do Diário Oficial do Distrito Federal.

“Estamos cumprindo os compromissos firmados com essas categorias. Essas contratações só foram possíveis porque apertamos o cinto no primeiro quadrimestre, segurando o crescimento da folha de pagamento e aumentando a arrecadação. Todo o esforço feito se traduz agora em mais profissionais para as áreas prioritárias, Saúde e Educação”, destaca o governador Agnelo Queiroz.

Agnelo Queiroz

O secretário de Administração Pública, Wilmar Lacerda, afirma que as nomeações são resultados diretos da estratégia de planejamento anunciada pelo GDF no começo deste ano. “As avaliações preliminares indicam que as medidas tomadas no início do ano, no sentido de conter as despesas, foram eficazes e conseguimos uma ligeira redução no índice da Lei de Responsabilidade Fiscal. Conseguimos uma economia de quase R$ 60 milhões no primeiro quadrimestre que fechou em 30 de abril”, explica Wilmar Lacerda.

Na área de Educação, serão contratados profissionais para repor as perdas com aposentadorias, demissões, falecimentos e exonerações. O reforço será tanto para as salas de aula quanto para as atividades administrativas das escolas públicas. “Por isso estamos chamando professores de todas as disciplinas e profissionais da assistência, como técnicos administrativos, secretários escolares, monitores, psicólogos, assistente social e até engenheiro”, detalha o governador.

Os concursados que ingressarão na Rede Pública de Saúde serão lotados em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e nos programas Saúde da Família e Brasil Sorridente. “Com isso, vamos ampliar as equipes para atendimento em 54 leitos de UTI Adulto e 20 de UTI Neonatal; substituir temporários no Hospital de Santa Maria, reforçar o Saúde da Família no Gama e inaugurar com urgência mais uma UPA, a do Recanto das Emas”, destaca Agnelo Queiroz.

Serão convocados médicos, técnicos em higiene dental, enfermeiros, nutricionistas, apoios administrativos, técnicos em laboratório, motoristas, administradores, auxiliares de patologia clínica, técnicos em radiologia e em nutrição, além de fisioterapeutas. Para completar as equipes, haverá contratação temporária de técnicos em enfermagem e médicos, o que terá impacto financeiro previsto em R$ 36,496 milhões este ano, R$ 53,247 milhões em 2013 e outros R$ 53,247 milhões em 2014.

Posse – Com as nomeações dos servidores concursados publicadas na edição de hoje do Diário Oficial do Distrito Federal, os profissionais da Educação e da Saúde terão prazo de até 30 dias para tomar posse e assumir suas funções. Após a efetivação dos concursados terá início a convocação dos profissionais temporários.

Fonte: Correiobraziliense.com.br

Deixe seu Comentário