Marcelo serafim critica critérios partidários para o ingresso nos cursos de medicina em Cuba

Nesta segunda-feira (11), no pequeno expediente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Marcelo Serafim (PSB) demonstrou a preocupação dele com a revalidação dos diplomas médicos das Instituições de Ensino Superior (IES) estrangeiras e criticou o ingresso do estudante de medicina na universidade de Cuba. Da Tribuna da Casa, o parlamentar disse que leu na página do Deputado Federal Henrique Fontana (PT), dados que são preocupantes em relação ao ingresso dos universitários naquele país. “Ter no mínimo dois anos de filiação partidária e apresentar carta de recomendação de instância partidária, ou seja, setorial, diretório ou comissão executiva de âmbito municipal, estadual ou nacional.

Vereador Marcelo Serafim
Vereador Marcelo Serafim

Esclarecemos que não se trata de recomendação de um membro da instância, mas sim recomendação aprovada em reunião da instância partidária.” É o que diz o texto de Fontana. No plenário, o vereador Marcelo Serafim frisou que não pode aceitar tais critérios partidários.

Em relação ao atendimento médico que deve ser prestado aos ribeirinhos do Amazonas, o vereador Marcelo Serafim (PSB) destacou aos demais parlamentares da Casa que é necessária uma equipe multidisciplinar de profissionais da saúde para atender com qualidade o homem interiorano. Segundo o vereador, não basta apenas ter médico, mas toda uma equipe de enfermeiros, fisioterapeutas,  bioquímicos e outros profissionais que possam atender bem a população ribeirinha da região amazônica.

Deixe seu Comentário