Maioria de partidos que elegeram prefeitos no Amazonas fizeram poucos vereadores

Em Manaus, o prefeito Arthur Neto teve uma coligação reduzida, mas a mesma elegeu cinco vereadores.

Manaus – A maioria dos partidos que formavam as coligações de apoio aos então candidatos a prefeito nas Eleições de 2012 nos oito municípios que compõem a Região Metropolitana de Manaus (RMM) ficou quase sem representantes nas câmara de vereadores.

Arthur Neto Prefeito de Manaus
Arthur Neto Prefeito de Manaus

No município de Iranduba, o atual prefeito, Xinaik Medeiros (PTB), chegou ao Executivo municipal tendo cinco legendas como base partidária (PTB, PSL, DEM, PSDC e PHS). Porém, a atual composição da câmara terá somente dois vereadores dos partidos aliados: Salim (PTB) e Jarmison Azevedo (PTB). O Legislativo de Iranduba é formado por 13 parlamentares. Até mesmo o presidente da Casa, Francisco Elaime (PSD) é de um partido alheio à aliança com o atual prefeito.

Em Novo Airão, a prefeita Dona Lindinalva (PT) concorreu na eleição com chapa ‘puro sangue’. Na Casa legislativa local, composta por nove vereadores, dois são petistas e o presidente da Casa, Rossi, é do PP. “Acho que quando você tem propósito na vida pública, a coisa partidária independe da sua atuação, suas posições não são necessariamente partidárias. O cidadão vota no vereador e não no partido em si”, avalia o presidente da Câmara Municipal de Novo Airão.

Já em Presidente Figueiredo, dois dos quatro partidos que formavam a coligação do prefeito do município (PR, PSDC, PTC, PSB), Neilson (PSB), conseguiram emplacar os nomes de quatro vereadores de seus partidos: Caranho (PR), Simão Pacheco (PR), Jonas Castro (PSB) e Mário Nilson (PSB). A Câmara tem 11 vereadores.

Dos 15 parlamentares da Câmara Municipal de Itacoatiara, cinco são oriundos da chapa ligada ao prefeito, Mamoud Amed (PSD). A coligação era formada por oito partidos: PRB, PP, PTB, PSL, PCB, PV, PRP e PSD. Apenas o PSD, o PRB e o PP chegaram a ingressar no Legislativo.

A coligação do prefeito de Manacapuru, Washigton Régis (PMDB) formou sete vereadores, sendo que dois são do PCdoB, dois do PSC, dois do PSB e um do seu partido. A chapa majoritária era de sete partidos.

No Legislativo do município de Rio Preto da Eva, há seis parlamentares dos partidos aliados ao prefeito Dr. Ricardo (PRP). O município tem 11 vereadores.

No município de Careiro da Várzea, cinco nomes da base partidária do prefeito, Pedro Guedes (PSD), entraram no Legislativo. Dois são do PSD, Ferreirinha e Conceição Costa, dois do PRP, Totonho e Regilson, e um do PTN, Arnoldo Queiroz.

 

Fonte: D24

Deixe seu Comentário