Líder sem força – Por Artur Bisneto

Na semana passada, mencionei aqui alguns problemas no atendimento em hospitais do nosso Estado. São problemas graves, mas acredito que podem ser resolvidos. Basta ter comprometimento. Afinal, temos pessoas altamente profissionais e competentes na Secretaria de Saúde do Estado (Susam). Esta semana, por exemplo, tivemos a boa notícia de que o Amazonas foi escolhido pelo Ministério da Saúde para ser o centro de referência em transplante de fígado para a região da Amazônia Ocidental. Isso deve-se ao importante trabalho que vem sendo desenvolvido pelo secretário de saúde, Wilson Alecrim. Acredito que com seriedade podemos fazer um bom trabalho e ter grandes resultados.

Artur Bisneto - Deputado Estadual e presidente regional do PSDB no Amazonas.

Outro assunto que vou abordar no artigo desta semana é sobre a  Proposta de Emenda a Constituição (PEC 123/11) da Música. Mais uma vez tivemos que assistir sentados o líder do governo Dilma, diga-se Eduardo Braga (PMDB), fracassar por não ter conseguido impedir  a votação da PEC na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) no Senado Federal. Os senadores do Amazonas bem que tentaram suspender a audiência pública, adiar os debates e até propuseram a criação de um grupo de trabalho para discutir melhor o conteúdo da PEC da Música, que dá imunidade tributária aos fonogramas e videogramas de artistas e autores brasileiros. O presidente da CCJ, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), rejeitou todos os recursos dos senadores que deveriam mostrar suas forças para tentar barrar essa proposta, que deverá atingir mais de cinco mil trabalhadores na Zona Franca de Manaus (ZFM).  Este era o momento do líder do governo mostrar sua força, se articular pensando em nosso Estado. Nos tempos de Artur Vírgilio Neto (PSDB) as coisas eram bem diferentes. E o povo do Amazonas sabe disso.  Lamentável!

Deixe seu Comentário