Inclusão do 9º dígito custou R$ 300 milhões para operadoras, diz Anatel

Recursos foram usados em adaptações nas redes e no sistema de suporte.
Nono dígito será válido a partir de domingo (29) para celulares DDD 11.

A implantação do 9º dígito nos números de celular de código de área 11 exigiu um investimento de R$ 300 milhões das operadoras que atuam na região, de acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Os recursos foram utilizados em adaptações nas redes de telecomunicações e no sistema de suporte à prestação do serviço de telefonia móvel.

A Anatel não informou o valor de investimento feito por cada uma das operadoras.

O uso do 9º dígito na área 11, que reúne 64 municípios, começa a valer no domingo. Durante dez dias, porém, quem esquecer de acrescentar o 9 antes do número de telefone não perceberá mudança alguma.

Mas, a partir do dia 7 de agosto, os consumidores vão ouvir uma mensagem caso digitem um número com apenas oito dígitos. As operadoras poderão escolher se completam ou não a chamada depois que o usuário ouvir a mensagem. Depois do dia 16 de outubro, nenhum usuário – seja de dentro ou fora da área 11 – conseguirá completar uma chamada sem usar o 9º dígito.

Com o acréscimo do 9º dígito, o número de possibilidades de combinações numéricas, na área 11, salta de 44 milhões para 90 milhões. A expectativa da agência é que o número seja suficiente para atender a demanda até 2025. Atualmente, a Anatel já atribuiu cerca de 42 milhões de números na área 11, sendo que 34,2 milhões estão em posse de usuários.

A Anatel prevê momentos de instabilidade nos serviços móveis na madrugada de domingo, quando as operadoras farão as mudanças necessárias para a implantação do 9º dígito.

O uso do 9º dígito não é uma exclusividade de São Paulo. A resolução da Anatel prevê a implementação do 9° dígito no país inteiro, mas ainda não há um cronograma definido para outras áreas, segundo informou Adeilson Nascimento, gerente de interconexão da agência em entrevista a jornalistas.

A expectativa da agência é que as áreas 21, 31, 51 e 81 (Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e Recife, nessa ordem) sejam as próximas a receber o 9º dígito, de acordo com Nascimento.

Fonte: G1.globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *