Eduardo Campos diz que já conversou com Dilma sobre eleições de 2014

Governador de PE ressaltou que seu partido não decidiu sobre uma candidatura no ano que vem.

SÃO PAULO – O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), revelou nesta sexta-feira, 15, que conversou com a presidente Dilma Rousseff há cerca de 15 dias sobre o destino dele e do PSB em 2014.

“Eu falei com a presidente Dilma e acho que é o suficiente falar com a presidente Dilma sobre o que o PSB acha sobre o futuro. Estou falando com quem deve liderar o processo”, respondeu o governador, sem deixar claro se vai manter a aliança em torno da candidatura à reeleição da presidente ou se vai lançar seu nome para essa disputa.

Eduardo Campos  Ronaldo
Eduardo Campos Ronaldo

Após almoço com empresários do Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV), em São Paulo, Campos disse que conversou com Dilma sobre as preocupações dele para 2013 e sobre os problemas causados pelas disputas eleitorais em 2012 entre PT e PSB. Ele ressaltou que seu partido, do qual é presidente, não decidiu sobre uma candidatura em 2014.

“Ela sabe que não é a hora do PSB decidir, porque o PSB vai decidir no seu tempo e, se fosse decidir hoje, ela sabe o que daria”, afirmou o governador.

Campos disse que continuará mantendo uma relação de respeito com Dilma e que a sucessão presidencial só será discutida em 2014. “Para mim, vale a conversa que tive com a presidente Dilma. Quando eu tiver alguma coisa para dizer ao PT, ou à presidente Dilma, ou ao conjunto, eu vou lá falar efetivamente com quem eu devo falar. Não vou ficar falando no jornal”, respondeu o pessebista.

O governador não quis comentar as críticas do senador Eduardo Braga (PMDB-AM), que hoje questionou se Campos, ao falar sobre a economia do País, se posicionava como governador ou como candidato. “Não vou responder a Eduardo Braga. Ele não merece minha resposta.”

 

Fonte: Estadão

Deixe seu Comentário