Doce ou Amargo? – Por Rachel Sheherazade

O Governo foi bem claro. O objetivo da renúncia fiscal e do aumento do percentual de álcool na gasolina não é reduzir o preço para o consumidor. Pelo menos não à primeira vista.

O ministro Guido Mantega disse que o Brasil, sendo o 2º maior produtor de etanol, precisa aumentar a oferta e estimular a concorrência do álcool com a gasolina.

Mas, por parte dos produtores, não há qualquer compromisso com o governo.

Mesmo beneficiado, o setor não deu nenhuma garantia de que vai expandir a produção do álcool. Em vez do etanol, os usineiros podem preferir produzir mais açúcar.

É quase um tiro no escuro. O governo não sabe o que vai colher dessa medida: se o doce ou o amargo…

 

Acompanhe o Blog da Rachel Sheherazade

Deixe seu Comentário