Dilma vai anunciar PAC-SP para fazer as pazes com a cidade, diz Haddad

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), disse durante sabatina realizada pela Folha e pelo portal UOL, que a onda de protestos contra o reajuste das tarifas de ônibus teria sido evitada se a passagem tivesse aumentado em janeiro, como o planejado.

O aumento só entrou em vigor em maio, a pedido do governo Dilma, que queria diminuir o impacto da medida na inflação de janeiro. Com a pressão das ruas, Haddad teve de recuar e suspendeu o aumento.

HaddadHaddad voltou a afirmar que o transporte público sempre foi prioridade em sua campanha à Prefeitura de São Paulo e anunciou que a presidente Dilma Rousseff (PT) irá amanhã anunciar o PAC-São Paulo para “fazer as pazes” do governo federal com a cidade

“Amanhã São Paulo faz as pazes com o governo federal, que virá aqui a anunciar investimentos em mobilidade urbana, moradia e em uma série de questões”, disse Haddad. “Vamos lançar o PAC-SP na direção daquilo que ouvíamos das ruas”, afirmou o prefeito referindo-se às reivindicações colocadas nos últimos protestos.

De acordo com Haddad, o governo federal não fez investimentos na cidade nos anos anteriores porque seus antecessores não apresentaram projetos.

Questionado, Haddad evitou dar uma nota para a sua gestão. “Quero ver é o resultado em 2016”, disse.

 

Click Aqui e leia na integra direto da FOLHA

Deixe seu Comentário