Desembargador Cláudio Brandão toma posse como novo ministro do TST

O desembargador baiano Cláudio Mascarenhas Brandão tomou ontem posse como ministro do TST (Tribunal Superior do Trabalho), em Brasília.

Desembargador Cláudio Mascarenhas Brandão (à dir.) toma posse como ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST)
Desembargador Cláudio Mascarenhas Brandão (à dir.) toma posse como ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST)

Brandão é desembargador do Tribunal Regional do Trabalho na Bahia e ocupará a vaga aberta com a aposentadoria de Horácio Raymundo de Senna Pires. Ele vai integrar a 7ª Turma do Tribunal, presidida pelo ministro Luiz Philippe Vieira de Mello Filho.

A cerimônia foi realizada com a presença do presidente do TST, ministro Carlos Alberto Reis de Paula, do vice-presidente, Antônio José de Barros Levenhagen, e de ministros da Corte. O ministro Carlos Alberto parabenizou Brandão e ressaltou seu trabalho na área de Processo Judicial eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT).

Em abril deste ano, a presidente Dilma Rousseff indicou Brandão para ocupar o cargo, após ele integrar uma lista tríplice, na qual concorreu com os desembargadores Jane Granzoto Torres da Silva, do TRT da 2ª Região de São Paulo, e Lorival Ferreira dos Santos, do TRT da 15ª Região de Campinas (SP).

Natural de Ruy Barbosa, centro-norte da Bahia, Cláudio Brandão se formou em Direito pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), em Ilhéus, em 1985. Em 2005, obteve o título de mestre em Direito pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Brandão é professor de Direito Processual do Trabalho e Direito do Trabalho da Faculdade Ruy Barbosa.

Deixe seu Comentário