Defesa recorre ao STJ para tentar adiar depoimento de Lula

Defesa recorre ao STJ para tentar adiar depoimento de Lula

A defesa de Luiz Inácio Lula da Silva ingressou no final da tarde desta terça-feira (9) no Superior Tribunal de Justiça (STJ) com três recursos contra decisões do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que negou pedido do ex-presidente para adiar o depoimento dele ao juiz federal Sérgio Moro, marcado para esta quarta (10).

O primeiro recurso é para que o STJ considere Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal, suspeito para julgar a ação penal e suspender o processo até uma análise definitiva. Na ação, Lula é acusado de receber propina da construtora OAS por meio de reserva e reforma de um apartamento triplex em Guarujá (SP) e pelo armazenamento de bens do ex-presidente depois que ele deixou a Presidência.

O segundo recurso é um pedido para suspender o processo por 90 dias a fim de que a defesa tenha tempo de analisar diversos documentos da Petrobras incluídos no caso.

Esses dois primeiros pedidos adiariam o depoimento de Lula marcado para esta quarta-feira.

O terceiro recurso é para que todo o depoimento de Lula seja gravado e vídeo por uma equipe independente.

O relator dos pedidos da defesa de Lula é o ministro Félix Fischer, responsável pelos recursos relacionados à Lava Jato no STJ. Ele deverá tomar uma decisão nesta quarta. O depoimento de Lula está marcado para as 14h, em Curitiba.

 

Com Informações do G1

 

Deixe seu Comentário