De mãos dadas com Heloísa Helena, Marina abre evento para lançar partido

Nome da legenda será divulgado neste sábado durante evento em Brasília.
Objetivo é conseguir registro a tempo de disputar eleição do ano que vem.

A ex-senadora Marina Silva deu abertura na manhã deste sábado (16) ao evento que marca o lançamento do novo partido fundado por ela. A expectativa é que o nome da legenda, que foi escolhido por uma votação realizada na internet, seja anunciado até o começo da tarde.

Marina Silva chegou ao evento acompanhada da também ex-senadora e hoje vereadora em Maceió Heloísa Helena (PSOL). Ambas deram as mãos e cantaram juntas o hino nacional.

Ex-senadora e atual vereadora de Maceió, Heloísa Helena (PSOL/AL) participa de lançamento de partido ao lado de Marina Silva neste sábado (16) (Foto: Iara Lemos/ G1)
Ex-senadora e atual vereadora de Maceió, Heloísa Helena
(PSOL/AL) participa de lançamento de partido ao lado de
Marina Silva neste sábado (16) (Foto: Iara Lemos/ G1)

Em seu primeiro discurso, logo na abertura do evento, Marina Silva disse que o novo partido não pode estar focado apenas em eleição. “O que esta acontecendo aqui é um partido que quer discutir a si próprio. Não podemos ser um partido para eleição. Eleição faz parte”, afirmou.

Em um telão, apoiadores fizeram homenagens a Marina Silva. O ex-ministro da Cultura do governo Lula Gilberto Gil desejou boa sorte na criação do novo partido. “Queria estar aí. […] Te desejo boa sorte nesta nova missão”, disse o ex- ministro.

O evento de lançamento do novo partido ocorre em Brasília. Durante todo o dia, uma série de palestras está prevista. O estatuto do novo partido deverá ser lançado até o final da tarde. Entre as regras que vão nortear a nova legenda estará um limite estipulado para as doaçõespartidárias feitas por pessoas físicas e jurídicas que queiram colaborar com a nova legenda.

O limite das doações, segundo os organizadores do novo partido, será definido pela coordenação nacional da legenda, que será oficializada assim que o partido for registrado junto ao Tribunal Superior Eleitoral.

A ideia, segundo os coordenadores do partido, é que as doações sejam feitas basicamente pela internet, seguindo o mesmo modelo de captação de recursos usado pelo presidente do Estados Unidos, Barack Obama.

Assinaturas
A partir deste sábado, os militantes que apoiam a criação do novo partido deram início à coleta de assinaturas necessárias para registrar o novo partido junto ao Tribunal Eleitoral. De acordo com a coordenação da legenda, são necessárias 491 mil assinaturas para que o partido seja criado.

“Vamos ter de fazer uma coleta de assinaturas em tempo recorde, em três meses, se quisermos viabilizar nosso partido para a eleição de 2014”, disse Pedro  Ivo, que integra a coordenação da nova legenda.

Apoiadores do novo partido participam de cerimônia de lançamento da legenda (Foto: Iara Lemos/ G1)Apoiadores do novo partido participam da cerimônia de
lançamento da legenda (Foto: Iara Lemos/ G1)

Palestras com convidados
Durante o encontro, um dos palestrantes será o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) que, apesar de manifestar simpatia por Marina Silva, afirmou que não tem a intenção de deixar o PT.

“A Marina me convidou para estar lá [no lançamento], transmitir ideias e proposições, porque eu tenho muita afinidade com ela. Expliquei que não tenho a intenção de deixar o Partido dos Trabalhadores”, disse o senador.

 

Fonte: G1

Deixe seu Comentário