“Dar aos jovens a sabedoria da tranquilidade e da oração” – o Papa Francisco ao cardeais

O Papa Francisco recebeu em audiência às 11 horas desta manhã (dia 15) todo o Colégio Cardinalício. Foi saudado pelo Decano, Cardeal Angelo Sodano que utilizou a forma latina: “gratias agamus Domino Deo nostro” – damos graças ao Senhor Nosso Deus – para agradecer o novo pastor da Santa Igreja Católica. Apresentou a total disponibilidade de todos os cardeais para colaborarem com o Santo Padre estando, para o efeito, a sua completa disposição. “Tentaremos de prestar um humilde contributo ao seu ministério petrino empenhando-nosa colocar em prática o convite do apóstolo Pedro à comunidade de Roma na sua Carta aos Romanos:
Cada um aja segundo a graça recebida, colocando-a ao serviço uns dos outros, como bons administradores da multiforme graça de Deus… se um tem um ministério, exercite-o com a força que lhe confere Deus, por forma a que em tudo seja glorificado Deus por meio de Jesus Cristo
Santo PadreNo seu discurso o Papa Francisco começou por afirmar que todo o período vivido nos útlimos tempos foi cheio de significado não só para o colégio cardinalício mas também para todos os fieis e mesmo, segundo o Santo Padre, ” para tantas pessoas que muito embora não comunguem da mesma fé, olham com respeito e admiração para a Igreja e para a Santa Sé”. Desta forma, exprimiu a mais viva gratidão aos cardeais pela solícita colaboração, evidenciando a acção desenvolvida pelo Cardeal Bertone como Camerlengo e o Cardeal Batista Re na condução do Conclave. Invocou com grande afecto o Papa Emérito Bento XVI:
Um pensamento pleno de afeto e de profunda gratidão dirijo ao meu venerado predecessor Bento XVI, que nestes anos de Pontificado enriqueceu e reforçado a Igreja com o seu magistério, a sua bondade, a sua liderança, a sua humildade e com a sua suavidade que ficarão como património espiritual para todos.
E lançou a sua vontade mais intíma:
Precisamente partindo do autêntico efeito colegial que une o Colégio Cardinalício, exprimoa minha vontade de servir o evangelho com renovado amor, ajudando a Igreja a tornar-se cada vez mais em Cristo e com Cristo, a vinha fecunda do Senhor.
O Papa Francisco recordou ainda Bento XVI, afirmando que com o seu gesto corajoso e humilde o Papa Emérito lembrou-nos que é Cristo que guia a Igreja através do Espírito Santo. Desta forma, não podemos ceder ao pessimismo e ao desencorajamento. Reforçou mesmo esta ideia com um apelo:
Irmãos força! Metade de nós estamos estamos na velhice; a velhice é, e gosto muitp de o dizer assim – a sede da sabedoria da vida. Os velhos têm a sabedoria de ter caminhado na vida, como o velho Simião, a velha Ana no Templo. E precisamente aquela sabedoria fê-los reconhecer Jesus. Dêmos esta sabedoria aos jovens: como o bom vinho, que com os anos torna-se melhor, dêmos aos jovens a sabedoria da vida.
A audiência terminou com os cumprimentos a cada um dos senhores cardeais não, sem antes, o Santo Padre ter confiado o seu ministério à intercessão da Virgem Maria, para que, debaixo do seu olhar maternal, possa caminhar na vontade do seu Filho Divino reforçando a unidade.

Deixe seu Comentário