Currículo falso ameaça presidente do Yahoo

Acionista pede saída de CEO por mentira sobre graduação em ciência da computação .

O presidente do Yahoo, Scott Thompson, enfrenta pedidos de sua saída apenas quatro meses após assumir a chefia da problemática companhia de internet, por informações falsas em suas credenciais acadêmicas.

Um grande acionista da empresa, que expôs a descrição enganosa, está agora liderando o ataque para afastar Thompson por conduta antiética. Numa carta enviada ontem, o gestor de fundo de hedge Daniel Loeb pediu que o conselho de administração demita Thompson até o meio-dia da segunda-feira, ou enfrente uma possível ação legal.

Scott Thompson

“Thompson e o conselho não deveriam cometer nenhum erro: isso é importante”, escreveu Loeb, que controla 5,8% do Yahoo por meio do seu fundo de hedge, Third Point LLC. “CEOs foram excluídos por menos que isso em outras empresas.” O Yahoo reiterou ontem que “o conselho está reavaliando o assunto e, quando terminar sua reavaliação, fará uma exposição apropriada aos acionistas.”

Os problemas de Thompson giram em torno de uma informação incorreta sobre a sua graduação no Stonehill College, uma pequena faculdade perto de Boston onde ele se formou em 1979.

Desde que anunciou a contratação de Thompson, no começo de janeiro, o Yahoo incluiu dois diplomas – um de contabilidade e outro de ciência da computação – na biografia do executivo. A dupla graduação não entrou apenas no site do Yahoo, mas também consta de um documento legal encaminhado em 27 de abril à Securities and Exchange Comission (SEC, equivalente à CVM brasileira).

Após ser questionado na quinta-feira por Loeb, o Yahoo confirmou que Thompson se diplomou somente em contabilidade na Stonehill. A empresa atribuiu o engano sobre a graduação em ciência da computação a um “erro inadvertido”. Ainda na quinta-feira, o Yahoo emitiu outra declaração para anunciar que seu conselho analisaria os acontecimentos e informaria suas descobertas aos acionistas. A companhia não estabeleceu um cronograma para completar a investigação.

Currículo

Não está claro se a imprecisão teve origem em Thompson ou alguma outra pessoa no Yahoo. Mas o currículo do executivo com duas graduações pipocou periodicamente antes de ele ingressar na empresa. Ele foi listado com diploma em computação num site anunciando seu comparecimento à conferência de tecnologia Web 2.0, em 2010, quando ele dirigia o serviço de pagamento PayPal, da eBay Inc.

O diploma em ciência da computação também apareceu no currículo de Thompson relacionado à sua indicação, em 2008, para uma empresa iniciante do Vale do Silício, Zuora.

Em sua carta, Loeb argumentou que Thompson tinha de ser tirado para evitar “danos irreparáveis à cultura da Yahoo”. Ele argumenta que o próprio código de ética da Yahoo justifica demitir Thompson “por justa causa motivada”, uma medida que provavelmente o impediria de se qualificar a um pacote de indenização por ruptura de contrato.

Fonte: Estadao.com.br

Deixe seu Comentário