Cúmplices do Tráfico – Por Rachel Sheherazade

Apesar de referendada por médicos, apesar do aval do próprio ministro da Saúde, a internação compulsória de dependentes químicos ainda é muito contestada por grupos ligados a movimentos sociais.

Eles acusam a medida de “higienista”, de ferir os direitos humanos dos viciados. Como se o resto da sociedade não tivesse direito algum. Como se o crack fosse problema só do dependente.

Seria muito bom se as consequências do vício atingissem só o viciado. Mas, o vício afeta a família também, a sociedade também! Penaliza quem nada tem a ver com isso, como o rapaz espancado até a morte por usuários de crack.

É preciso acabar com essa hipocrisia de que viciado é somente uma vítima.

Antes de ser vítima, ele é cúmplice do trafico, ele alimenta a violência. Tem que ser responsabilizado por suas escolhas.

Deixe seu Comentário