Como definir para sua empresa a solução em Telefonia

Como definir para sua empresa a solução em Telefonia

Sempre que se depara com o tema Telefonia, a primeira coisa que vem a nossa mente é: Isso é complicado!

Verdade que os termos e soluções adotadas no mundo todo são complexos, e muitas vezes mais complicada apenas no nome do que propriamente na tecnologia mencionada. Mas isso se deve mais por força do Marketing que tem o papel de deixar mais “bonito”, entendido e claro, com o objetivo de “encarecer” o produto ou solução; e também pelos engenheiros que criam ou adaptam tal solução e claro, batizam com nomes difíceis, embora resumam sempre a visão que eles têm do assunto.

Jones Lauriano – Empresário e Colunista de TI Telecom

Mas a telefonia, como quase toda tecnologia – seja ela apenas a conta telefônica ou um moderno sistema de Telefonia IP –  pode se tornar mais simples ou menos complicada se buscarmos consultoria de profissionais competentes, que antes de defenderem uma solução, defendem o cliente, e assim demonstrarão quais soluções são possíveis e benéficas para o projeto em questão.

Contudo, considerado o acima mencionado, podemos expor aqui alguns pontos que podem facilitar e deixar menos complicado a escolha certa da central telefônica ou mesmo a quantidade de linhas necessárias para um pequeno escritório. Vamos lá.

Basicamente, a primeira decisão é quanto ao modelo de negócio, se ele é ativo ou passivo. Se receberá ou fará mais chamadas, como no caso de cobrança que dispara muitas chamadas por dia. Neste caso será uma linha para cada PA (Posição de Atendimento) pois ficará ocupada praticamente o dia todo.

Mas se o recebimento de chamadas for maior, então o cálculo é de 3:1, onde teremos 3 pessoas e 1 linha telefônica que dividirão o uso desta linha durante o dia.

Seguindo o raciocinio, precisamos dividir a empresa em grupos, como: Recepcão, Financeiro, Administrativo, RH, TIC (Tecnologia da Informacão e Comunicação), logística e etc. Com isso feito, o próximo passo é distribuir os colaboradores nos grupos definidos, e com este número verificar a real necessidade deste colaborador ter um ponto telefônico exclusivo para ele, ou dividir um no mesmo grupo com outro ou outros colaboradores da mesma sala.

Isso feito, então você já terá um panorama real de quantos aparelhos necessários para sua empresa você precisará comprar, saberá quantas linhas precisará contratar na Operadora e então já pode com isso buscar o PABX ou PBX IP ideal para seu negócio.

Claro que nesta etapa o que você quer é o melhor pelo menor preço. Mas em telefonia, quanto melhor for mais caro será também. Mas é possível chegar a algo no meio termo, pois o que encarece é o excesso de funcionalidades que talvez venham a ser pouco ou nunca usadas. Fique atento.

No próximo post, continuo e detalharei as diferenças para você decidir melhor entre PABX ou PBX IP.

Obrigado e até o próximo.

Deixe seu Comentário