Comitê Ficha Limpa dá entrada ao pedido de impeachment contra Agnelo

O comitê Ficha Limpa do Distrito Federal deu entrada nessa segunda-feira (16/4), na Câmara Legislativa, com pedido de impeachment contra o governador Agnelo Queiroz (PT). A solicitação se baseia em denúncias desde a época em que Agnelo era ministro do Esporte, até as atuais. A Procuradoria da Casa tem cinco dias para se manifestar a respeito da solicitação. Um dos pontos que define a aprovação é a exigência legal de que o documento tenha provas.

O porta-voz do GDF, Ugo Braga, classificou o pedido como absurdo e uma tentativa de “golpismo barato”. A crise política provocou um debate nos partidos que compõem a base aliada. Liderado pelo senador Rodrigo Rollemberg no DF, o PSB discute a possibilidade de deixar o Executivo.

O senador Cristovam Buarque (PDT) cobra do partido a saída do distrital Israel Batista da base. Ontem, filiados ao PPS se reuniram para decidir a situação da sigla diante dos últimos episódios. A tendência é de rompimento.

Deixe seu Comentário