Cheia de 2012 no AM será a maior da história, diz Serviço Geológico

Previsão de cota máxima é de 30,13 metros.
Registro do ano de 2009 foi de 29,77 m.

O Serviço Geológico do Brasil (CPRM) divulgou na manhã desta quarta-feira (2) um novo alerta de cheia do Rio Negro, que já atingiu 16 bairros de Manaus. A previsão é que a marca de 2012 ultrapasse o nível de 2009. Neste ano, a cota máxima pode atingir 30,13m, e a mínima é de 29,40m. A Defesa Civil do Amazonas anunciou que aumentou para 38 o número de municípios afetados pelas cheias dos rios amazônicos.

De acordo com o Serviço Geológico do Brasil (CPRM), a subida das águas deve continuar pelos próximos 60 dias. “A cheia de 2012 surpreende. O rio está subindo entre 4 e 6 centímetros por dia. A expectativa é que nas próximas semanas esse ritmo diminua. Esperamos que as águas subam entre 2 e 3 cm diariamente”, declarou o superintendente do CPRM, Marco Antônio Oliveira.

Na cheia de 2009 o rio Negro atingiu 29,77 metros. Nesta quarta, o nível está em 29,30 cm, ou seja, a menos de 50 centímetros do registro de 2009. O rio deve continuar subindo até o fim do mês de junho.

Segundo o CPRM, o fenômeno La Niña é o responsável pela cheia. “Ele provocou o resfriamento das águas do Oceano Pacífico e gerou acúmulo de chuvas nas calhas do rios na Amazônia”, afirmou Oliveira.

Durante a divulgação do alerta de cheia, a Defesa Civil do Amazonas anunciou que já são 38 o número de cidades afetadas pela cheia no Estado. O município de Barreirinha, a 383 Km de Manaus, o último a decretar situação de emergência, também enfrenta problemas com a cheia de 2012. Manaus, que anunciou situação de emergência, ainda não entregou a documentação oficial à Defesa Civil do Amazonas.

Ainda segundo o órgão, o Estado já gastou R$ 850 mil em ajuda a nove municípios. O Governo Federal já repassou R$ 10,5 milhões em ajuda às famílias afetadas pela cheia, porém, problemas burocráticos impedem o Estado de usar o recurso imediatamente.

Em Manaus, 16 bairros foram afetados pela cheia deste ano (Foto: Carlos Eduardo Matos/G1 AM)
Pelo menos 16 bairros de Manaus já foram afetados pela cheia deste ano.
 Fonte: G1.globo.com

 

Deixe seu Comentário