Arthur expulsa Manaus Ambiental – “Tudo tem limite e o nosso acabou”

Artur NetoO prefeito Arthur Neto expulsou a empresa Manaus Ambiental de Manaus e ainda mandou os dirigentes reclamar ao Papa Francisco na Argentina. Irritado com outro rompimento de adutora, ocorrido no domingo à noite no bairro da Compensa, Arthur não atendeu mais os diretores da empresa, inclusive o principal acionista de São Paulo que tentou conversar com ele nesta segunda-feira (25). “Tudo tem limite e o nosso acabou. Se eles quiserem podem até reclamar ao Papa, uma vez que ele é aqui de perto, da Argentina”, desabafou o prefeito anunciando uma reunião com o amigo e governador Omar Aziz. Arthur disse ainda que vai conversar com o governador para reativar a antiga Cosama e utilizar os ex-funcionários para ajudar até uma solução para o caso. O anúncio foi feito ao vivo no jornal da TV Amazonas.

Deixe seu Comentário