Arthur admite quebra de contrato com Manaus Ambiental

O prefeito Arthur Neto já admite a possibilidade de romper contrato com a concessionária Manaus Ambiental.
Ele afirmou que a auditoria a que a empresa será submetida irá esquadrinhar meticulosamente todos os setores da concessionária a fim de detectar as possíveis irregularidades que possam contribuir para multas que levem ao encerramento do contrato.
Na semana passada, prefeito tomou medidas para intervir na Manaus Ambiental – foto: divulgação
Na semana passada, prefeito tomou medidas para intervir na Manaus Ambiental – foto: divulgação

Na semana passada, Arthur acionou a Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos do Amazonas (Arsam) para realizar um levantamento das irregularidades presentes na Manaus Ambiental, e que até o momento foram identificados 8 quilômetros de tubulações danificadas.

Ele disse que tem consultado juristas e especialistas para “encurralar a empresa” e elencar todas as falhas que possam acarretar multas. Arthur também não garantiu a transferência do “Programa Águas para Manaus” (Proama) para o grupo.
Ele acredita que em 60 dias após o fim da auditoria, que deve começar no próximo dia 18, terá elencado todas as informações necessárias para pressionar a Manaus Ambiental a romper o contrato.
O secretário municipal de Governo, Humberto Michiles, afirma que todos os aspectos jurídicos e técnicos do contrato da concessão de água estão sendo avaliados e essas informações vão dizer se a empresa tem condições de assimilar o Proama.
Segundo a Secretaria Municipal de Comunicação (Sem­com), alguns pontos do contrato com a Manaus Ambiental são “muito flácidos e deixam margem para interpretações”.
De acordo com o documento, as multas aplicáveis podem chegar a até R$ 10 milhões. A Semcom informou que a comissão de auditoria, liderada pelo presidente da Unidade Gestora da Água (UGA), Elias Ramos, já está analisando internamente a documentação referente ao serviço de concessão de água que está em posse da prefeitura. (IS)

Deixe seu Comentário