Amazonas tem R$ 764 milhões para investir em infraestrutura

Entre os projetos para os quais os recursos se destinam estão obras do Prosamim II e as desapropriações referentes aos sistemas Monotrilho e BRT.

 

MANAUS – Um total de R$ 764 milhões em empréstimos junto ao Banco do Brasil para o Programa de Infraestrutura para a Criação de Oportunidades no Amazonas (Proinfra) foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM).  Os recursos serão utilizados em 66 obras e projetos em 32 municípios, além de Manaus.

O Projeto de Lei 69/13 foi aprovado pela maioria (20 votos a 03). Na mesma ocasião, os deputados também aprovaram o PL 68/13, alterando a Lei nº 3.780/2012, que autorizava a contratação de empréstimo de R$ 100 milhões junto ao banco alemão KreditanstaltFurWiederaufbau IPEX-Bank (KFW). O recurso, que vai financiar a cobertura da Arena da Amazônia, virá da Caixa Econômica Federal.

Prosamim. Foto: Chico Batata/Agecom
Prosamim. Foto: Chico Batata/Agecom

O Proinfra vai contribuir para a solução de problemas de infraestrutura que afetam a população da cidade de Manaus e do interior do Estado nos segmentos de mobilidade urbana, saneamento básico e transporte terrestre, fluvial e aéreo. De acordo com a Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra), são mais de 60 obras e projetos que, além de melhorar a infraestrutura, vão gerar emprego e renda na capital e no interior. A estimativa é de que 47% dos valores destinados às obras sejam gastos com mão-de-obra direta.

Entre os projetos para os quais os recursos se destinam estão obras complementares ao Prosamim II e as desapropriações referentes aos sistemas Monotrilho e BRT (Bus Rapid Transit), ambos em Manaus. Também estão incluídas a construção da orla do município de Novo Airão e a elaboração dos Projetos Executivos de Engenharia e Supervisão de obras de infraestrutura que correspondem à primeira fase das obras de acesso a Cidade Universitária, no município de Iranduba.

Ainda para o interior estão previstas obras de infraestrutura em 32 municípios, que vão de sistemas de abastecimento de água à recuperação de sistemas viários, com obras de pavimentação, terraplenagem, drenagem, construção de calçada, meio fio e sarjeta. Também estão previstas obras de combate à erosão, construção e recuperação de estradas e vicinais, obras para melhorar portos e aeroportos, construção de pontes e o projeto da orla de Novo Airão.

“É um conjunto de investimentos que vai alcançar mais de 50% dos municípios do Estado, beneficiando diretamente cerca 2,8 milhões de habitantes na capital e no interior”, destaca a secretária da Seinfra, Waldívia Alencar, ao ressaltar que  os recursos servirão para interiorizar o desenvolvimento sustentável e melhorar a qualidade de vida de milhares de amazonenses.

Os municípios a serem contemplados são Manaus, Urucará, Maués, Humaitá, Manicoré, Novo Aripuanã, Boca do Acre, Pauini, Lábrea, Beruri, Tabatinga, Benjamin Constant, Uarini, Alvarães, Tefé, Coari, Codajás, Anori, Autazes, Iranduba, Itacoatiara, Itapiranga, Caapiranga, Barreirinha, Careiro da Várzea, Careiro Castanho, São Gabriel da Cachoeira, Santa Izabel do Rio Negro, Novo Airão, Iranduba, Rio Preto da Eva, Envira e Carauari.

Deixe seu Comentário