Amazonas começa a receber mais 68 profissionais do Programa Mais Médicos, a partir deste sábado

A partir deste sábado (30), começam a desembarcar em Manaus os novos profissionais contratados para atuar no Amazonas, pelo Programa Mais Médicos, do governo federal. De acordo com o secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim, o Amazonas receberá mais 68 médicos, atingindo o número de 283 profissionais contratados pelo programa para atuar no estado, no atendimento na Atenção Básica.

Profissionais-Programa-Medicos-atendimentos-Parintins_ACRIMA20131126_0041_27Os médicos chegam a Manaus divididos em três grupos, trazidos por vôos da Força Aérea Brasileira (FAB). Neste sábado (30), às 10h20, chega um grupo de 15 profissionais. No domingo (01), às 16h45, o vôo traz 40 médicos e, na segunda-feira (02), às 12h45, mais 13 profissionais desembarcam na capital amazonense.

O secretário de Saúde informa que os profissionais serão distribuídos entre 30 municípios do interior do Estado, além de dois Distritos de Saúde Especiais Indígenas (DSEIs): de Manaus e Parintins.

Segundo Wilson Alecrim, já na segunda-feira (2), os profissionais iniciam o curso de nivelamento organizado pela Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT/HDV) e a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), ambas vinculadas à Secretaria de Estado da Saúde (Susam).

O curso, que será ministrado em horário integral na sede da FMT/HDV, tem ênfase nas doenças tropicais e infectoparasitárias mais comuns da região amazônica. Todos os médicos que estão sendo enviados pelo programa do Governo Federal ao Amazonas estão passando pelo curso oferecido pela Susam.

Ao contrário dos grupos anteriores, em que houve profissionais designados para reforçar o atendimento na capital, desta vez praticamente todos os médicos enviados irão atuar nos municípios do interior. A exceção ficará por conta de dois profissionais designados para o DSEI Manaus.

“Agora, passaremos a ter a quase totalidade dos municípios amazonenses contemplados com a presença de médicos do programa federal. Há um único município – Uarini – que não recebeu médico do programa, mas por conta de a Prefeitura local não ter conseguido se cadastrar no programa em tempo hábil, o que já está sendo resolvido”, disse Wilson Alecrim.  A expectativa da Susam é que até o primeiro trimestre do ano que vem aproximadamente 400 do Programa Mais Médicos estejam reforçando a Atenção Básica no Amazonas.

Deixe seu Comentário