Aliados pedem ajuda a Lula para resolver crise na base

Aliados pedem ajuda a Lula para resolver crise na base

A crise política entre o governo e a base aliada no Congresso, que se agravou nesta semana com a troca de líderes no Senado e na Câmara e ameaças de rebelião, levou aliados do Palácio do Planalto a procurarem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em busca de ajuda.

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), foi a São Bernardo do Campo anteontem à noite encontrar o petista, num momento em que a cúpula do seu partido está incomodada com o tratamento que tem recebido da presidente Dilma Rousseff.

Nos últimos dias, Lula falou ainda com o novo líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), que o visitou ontem no Hospital Sírio-Libanês, e com o governador Eduardo Campos (PSB-PE) e com o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral), muito próximo a ele.

Ontem, o ex-presidente terminou o tratamento contra uma infecção pulmonar que o deixou internado por uma semana.

A crise na base aliada chegou ao momento mais explícito nesta semana e levou o Planalto a trocar os líderes na Câmara e no Senado.

Políticos que apoiam a presidente disseram que a troca dos líderes do governo põe em risco votações de interesse do governo e antecipa o debate sobre a sucessão no comando das duas Casas.

Segundo aliados, a troca não irá resolver a crise iniciada na semana passada com um manifesto da bancada do PMDB na Câmara se não houver mudanças na articulação política do Planalto.

Deixe seu Comentário