Alerta para 400 famílias em Balbina

A Hidrelétrica de Balbina, localizada no município de Presidente Figueiredo, a 117 quilômetros ao Norte de Manaus, emitiu alerta para cerca de 400 famílias que moram às margens do Rio Uatumã, por causa da abertura das comportas, prevista para ocorrer na primeira semana de junho. De acordo com o gerente de operações de Balbina, Rubens Seixas, os vertedouros serão abertos para que seja mantido o nível da água represada, que vem crescendo por causa da cheia dos rios afluentes e do grande volume de chuvas na região.

A abertura das comportas, que irá elevar o nível do Rio Uatumã entre 30cm e 50cm, irá afetar moradores do município de São Sebastião Uatumã e, principalmente, do Ramal da Morena, que moram próximos à hidrelétrica. “Percorremos as comunidades e fizemos o alerta. A Defesa Civil está acompanhando o trabalho, para que não haja impactos sociais graves”, afirmou Seixas.
A Hidrelétrica de Balbina, inaugurada em 1989 e responsável pelo fornecimento de energia elétrica para maior parte de Manaus, represa as águas do Rio Uatumã, um afluente do Rio Amazonas. O local tem capacidade para produzir 250 megawatts. A vazão das águas é de de130 metros cúbicos por segundo, o equivalente a 130 mil litros de água, volume que corresponde à geração de 25 megawatts.

Rubens explicou que as comportas foram abertas no ano passado e em 2009, durante outra cheia histórica. Apesar do alerta, a situação ainda não é preocupante, disse ele. “O nível do Uatumã é de 50,21m, sendo que o máximo é 51,17m. Os órgãos internacionais que analisam o clima já informaram que o fenômeno La Niña está sob controle, o que nos tranquiliza sobre a possibilidade de haver mais chuvas”, afirmou.

Fonte: Blogdafloresta.com.br

Deixe seu Comentário