A Grande Ironia – Por Rachel Sheherazade

Estimular a venda de carros é um grande negócio para os poderosos! Sacia a sede de lucro das montadoras, aumenta o PIB e, de quebra, ainda gera dividendos eleitorais.

Daí a importância da populista medida de redução de IPI.

Mas, de que adianta incentivar o consumo desenfreado, se as cidades não comportam mais veículos?

De que adianta ter carro novo na garagem e não poder se locomover, ficar preso nos engarrafamentos?

É claro que o cidadão tem todo direito de realizar seu sonho de consumo, mas a compra do automóvel precisa ser por escolha, não por falta de opção!

Em vez de isenção para montadoras de carros (que, obviamente, não precisam mais de estímulos), o Governo tem que investir em transporte de massas – e transporte de qualidade!

Porque, sem ele, ninguém vai deixar o carro em casa de livre e espontânea vontade…

A grande ironia é que: o sistema que estimula a compra de automóveis é o mesmo que recrimina e pune o motorista por aderir ao transporte individual!

 

Acompanhe o Blog da Rachel Sheherazade

Deixe seu Comentário